Intolerância à Lactose

Intolerância à Lactose

 

O aleitamento materno é a melhor forma de prevenir e tratar a alergia à proteína do leite de vaca e de prevenir também infecções intestinais.

Alergia à proteína do leite de vaca e intolerância à lactose são temas diferentes, mas podem ser confundidos. Por isso, é fundamental saber diferenciá-los. A lactose é um açúcar e não provoca alergias, ou seja, não existe alergia à lactose!

P - O que é a intolerância à lactose?

É a dificuldade do organismo para digerir e absorver o açúcar do leite (lactose).

P - Em que idade é mais comum?

É mais comum em adultos do que em crianças. Com o avançar da idade, existe uma tendência natural ao desenvolvimento da intolerância à lactose. 

P - Quais são os sinais e sintomas?

Diarréia, cólicas, distensão abdominal (barriga estufada) e náuseas são os mais comuns e podem ocorrer em minutos ou horas após a ingestão de leite de vaca.

P - Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é feito pelo médico, através da observação dos sintomas. Em alguns casos são solicitados exames específicos.

P - Posso continuar amamentando meu filho no peito?

Sim, o leite materno deve ser sempre o principal alimento oferecido ao bebê. É muito raro ocorrer intolerância à lactose durante aleitamento materno.

P - E se meu filho não estiver mais mamando no peito, é preciso que ele siga alguma dieta especial?

Sim, quantidades pequenas de leite de vaca e seus derivados geralmente são toleradas, sendo permitido o consumo de alimentos que contenham um pouco de leite, como bolachas, bolos entre outros.

P - É preciso dar algum leite ou fórmula especial?

Sim, apenas para os bebês que não estiverem sendo amamentados. Para crianças até um ano, utilizar fórmulas especiais isentas de lactose. Acima de um ano, produtos com baixo teor de lactose são bem tolerados.

P - Algum dia meu filho vai poder voltar a ter uma dieta normal?

A maioria das pessoas continua com intolerância à lactose por toda a vida. Mas se seu filho tiver intolerância à lactose provocada por uma diarréia prolongada, ele talvez melhore após algum tempo e então poderá voltar a consumir leite de vaca.

Fonte: uma cortesia da Support;  como referências bibliográficas: comitês internacionais de nutrição, gastroenterologia e alergia infantil.

Voltar p/ Dúvidas Frequentes